nunca mais rosas mancharão meu ventre
Sábado, 10 de Junho de 2006
Meu amor
     

 

Não gosto dos fins a saberem a fim

Não gosto da suspensão suspensa

             Como eu te sonhei

             Como eu te amo  

                                  - Meu Amor -

Deslizas-me

             Ocorres-me

                          Transpareces-me

Lentamente

             devagarinho

                            a brisa num sussurro

"Como a vida é breve

Para soletrar o mundo

e o teu corpo

               Também eu

Quisera amar-te

Em forma de rondó..."

 

 

 



Fotografia: Mar

publicado por Mar às 13:05
link do post | atirar rosas! | favorito
|

10 comentários:
De a 10 de Junho de 2006 às 13:48
Vou querer amar assim...lindo!Bjo


De António a 10 de Junho de 2006 às 14:24
Bonita forma de falar de Amor. Sinceras as palavras ! Serão sentidas pela outra parte ? (rs). Neste dia de todos os Portugueses um abraço à la mode Portuguesa. Bom feriado.
António da Louletaniua


De isa&luis a 10 de Junho de 2006 às 19:05
Olá menina do mar,
Palavras frontais sinceras e puras.
Adorei!

Um bom fim de semana repleto de alegrias

Beijitos salgaditos

Isa


De Maria Papoila a 11 de Junho de 2006 às 00:00
Mar
Que bem exprimes todo o amor que te vai na alma nestas palavras.
As tuas fotos são sempre de encantar.
Beijo


De Mar a 11 de Junho de 2006 às 11:10
bigado amiga. Não consigo deixar comentários no teu blog. Várias vezes lá tenho ido e não consigo abrir os comentários... vou continuar a tentar. bom domingo.


De maresiasuave a 13 de Junho de 2006 às 11:45
Passei por aki porque temos alguem em comum
Adorei o teu recanto, tão charmoso e sensivel. Voltarei... deixo convite para visita ao meu recanto

www.brilhoestrelamanha.blogspot.com

Beijo com sabor a Maresi@


De Nilson Barcelli a 13 de Junho de 2006 às 14:37
Como eu gosto de te ler e de te ver apaixonada...
Também não gosto dos fins e das suspensões como dizes.
Mas não sei o que é rondó... (que ignorante eu sou).
Beijinhos.


De mitro a 14 de Junho de 2006 às 19:11
Declara o amor com hortênsias ... Curioso, muito curioso!


De Mar a 14 de Junho de 2006 às 20:09
Tem alguma originalidade, não concorda? No entanto o amor pode ser declarado de kk maneira, com ou sem flores, com ou sem hortenses, o importante é mesmo o amor, o sentir e fazer sentir...
beijos Mitro


De António a 21 de Junho de 2006 às 17:48
Incansável a tua aranha ZiZI. Também conheci uma rapariga ( do meu tempo rsrsr) que se chamava ZiZI e também ela não parava nunca. Penso que nesta altura passados que são alguns anos deve estar mais calma. É que eles pesam sobre nós embora tudo op que possamos fazer para os disfarçar rsrsr.
Boa tarde para ti aqui do Antó nio da Louletania.


Comentar post

pesquisar
 
Dezembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

Adeus

Primavera

Quando?

Faz-me o favor...

Amigos

hoje o amar...

hoje o mar...

Nocturno III

Nocturno II

Nocturno I

arquivos

Dezembro 2007

Abril 2007

Janeiro 2007

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

tags

todas as tags

favoritos

Véspera

Carícia

Postal

Sossega

Final de mini-férias

Viagens

Daninha

links
Oil Of Angels - Co...
, Oil of Angels
Support Amnesty International
Cool Slideshows

free counter
rosas

Aidez FREDI en mettant cette bannière sur votre site
blogs SAPO
subscrever feeds