nunca mais rosas mancharão meu ventre
Quarta-feira, 5 de Abril de 2006
Amar

Eu quero amar, amar perdidamente!

Amar só por amar: Aqui... além...

Mais Este e Aquele, o Outro e toda a gente...

Amar! Amar! E não amar a ninguém!

 

Recordar? Esquecer? Indiferente!...

Prender ou desprender? É mal? É bem?

Quem disser que se pode amar alguém

Durante a vida inteira é porque mente!

 

Há uma Primavera em cada vida:

É preciso cantá-la assim florida,

Pois se Deus nos deu voz foi pra cantar!

 

E se um dia hei-de ser pó, cinza e nada

Que seja a minha noite uma alvorada,

Que me saiba perder... para me encontrar...

Florbela Espanca


Fotografia: autor desconhecido

publicado por Mar às 15:31
link do post | atirar rosas! | favorito
|

2 comentários:
De Carlos a 8 de Abril de 2006 às 11:30
Tenho vontade de ver-te
Mas não sei como acertar.
Passeias onde não ando,
Andas sem eu te encontrar.

c_m_a_n_u_e_l@hotmail.com


De isa&luis a 8 de Abril de 2006 às 12:53
Boa escolha, adoro Florbela, minha poetisa preferida.
Deixo-te a minha Primavera

A Primavera

A beleza de uma flor
anunciando A primavera!
O amor que floresce a cada segundo
fazendo do tempo uma quimera
como aromas de perfume
intenso e cálido
A sua candura é o renascer
da natureza.

Tem um fim de semana delicioso

Beijitos salgaditos

Isa


Comentar post

pesquisar
 
Dezembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

Adeus

Primavera

Quando?

Faz-me o favor...

Amigos

hoje o amar...

hoje o mar...

Nocturno III

Nocturno II

Nocturno I

arquivos

Dezembro 2007

Abril 2007

Janeiro 2007

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

tags

todas as tags

favoritos

Véspera

Carícia

Postal

Sossega

Final de mini-férias

Viagens

Daninha

links
Oil Of Angels - Co...
, Oil of Angels
Support Amnesty International
Cool Slideshows

free counter
rosas

Aidez FREDI en mettant cette bannière sur votre site
blogs SAPO
subscrever feeds