De Carlos a 29 de Abril de 2006 às 20:45
Improviso para uma rosa:

a flor do tempo é o teu perfume
tem a cor da lua e o teu nome

a flor do tempo efeita o acaso
dá beleza ao que será verso

a flor do tempo eu te trago
envolta em núvens de água

ou será apenas a chuva
na tarde em que te encontro
e o mundo se torna palavra
para que eu te diga o vento

e toque teus cabelos assim
porque suavemente acaricia



Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres