De Carlos a 30 de Abril de 2006 às 18:23
Quero acordar nos teus braços e sentir o calor deles ao me envolver,

quero deitar-me no chão sendo tu meu tapete e me aqueceres,

quero abrir os olhos, olhos em redor e vislumbar, a tua presença,

quero despir-me da minha mágoa, encher-me de ilusão, deliciar-me com os teus desejos cobertos de paixão,

quero inundar-me de carícias tuas, num rio onde o seu leito jamais secará, pois é feito de amor,

quero viver da doçura dos teus lábios, porque jamais amargar-se-ão,

quero ouvir o timbre da tua voz,

quero rejeitar tudo... quero

amar-te agora e sempre.

quero viver para ti porque TE AMO!



De Mar a 30 de Abril de 2006 às 19:35
Lindo poema Carlos. Obrigado.Um beijo.


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres