5 comentários:
De Carlos a 28 de Junho de 2006 às 10:07
http://vagueandoporti.blogspot.com/

Foi um beijo...



foi um beijo onde não importava a boca
só tuas mãos quentes me apertando pelas costas
nada estava acontecendo na minha frente
e a ansiedade que havia não era pouca
teus dedos perguntavam pra minha blusa
se meu corpo acolheria um delinqüente
descoladas as línguas um instante
minha resposta saiu um tanto rouca




De Nilson Barcelli a 28 de Junho de 2006 às 21:07
A poesia do Miguel Torga é uma delícia para a alma.
Fizeste bem colocar este belíssimo poema, que eu desconhecia.

Beijinhos.


De ANtónio a 28 de Junho de 2006 às 22:21
Lindo como todos os poemas do Torga, esse poeta das serranias do norte. As fotos de tua autoria têm estado muito boas o que já me vai causando alguma inveja ( rsrsrsr). Um abraço do António da Louletania. Buenas noches.


De isa&luis a 29 de Junho de 2006 às 00:41
Olá Mar,

lindo poema, escolha perfeita.

A imagem é muito bonita.

Uma excelente semana.

beijinhos muitos para ti

Isa


De a 29 de Junho de 2006 às 14:22
Oh! Amiga.....cada vez as tuas fotos me enchem mais a alma! Lindo monte alentejano!Beijos.


Comentar post