5 comentários:
De Maria Papoila a 23 de Abril de 2006 às 14:36
ESTE SEMPRE SERÁ

O nosso amanhecer.
E a nossa perseverança
é como a da erva daninha
que lentamente desponta na pedra nua."
João Armando Artur

Belíssimos foto e texto. Beijo



De Maria Papoila a 23 de Abril de 2006 às 14:36
ESTE SEMPRE SERÁ

O nosso amanhecer.
E a nossa perseverança
é como a da erva daninha
que lentamente desponta na pedra nua."
João Armando Artur

Belíssimos foto e texto. Beijo



De XannaX a 23 de Abril de 2006 às 20:18
queres a incerteza
a inquietude
amar sem receio
o tempo precedente
o verão
onde a manhã
é o instante.


De isa&luis a 25 de Abril de 2006 às 11:40
Olá bom dia!

Degusto as tuas saborosas palavras, a primavera fica com este doce despertar

Doce despertar

Desperto com a melodia da cotovia
a baloiçar no peitoril da janela.
Abro a vidraça de par em par
e inspiro o ar da brisa matinal.
Desponta a aurora em cor e luz,
o sol acorda e a flor sorri...
Ouço o canto do vento
bailando ao som da água corrente.
Numa explosão de sentimentos
redescubro a beleza do amanhecer!

Bom feriado para ti

jinhos fofos

Isa


De Veva a 27 de Abril de 2006 às 00:02
Não sei se falas de ti, se vestes a pele da erva daninha.....mas o que sei é que às vezes os muros podem nos castrar-portanto, se calhar é hora de pular para além dos muros!! beijo, ervinha linda!


Comentar post